Morre no Rio de Janeiro, aos 84 anos, Dom Rafael Llano Cifuentes

E-mail Imprimir PDF

Foto: Arquivo CNPF

É com pesar que a Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro informa o falecimento do bispo emérito de Nova Friburgo, Dom Rafael Llano Cifuentes, que retornou à Casa do Pai nesta terça-feira, 28 de novembro, aos 84 anos de idade. O religioso faleceu na casa da Opus Dei, na Tijuca, após um longo período de enfermidade.

O velório de Dom Rafael Cifuentes terá início com missa às 7h desta quarta-feira, dia 29, na Catedral Metropolitana de São Sebastião do Rio de Janeiro. Também serão realizadas celebrações eucarísticas às 8h30, 10h e 11h30, seguidas de exéquias, às 14h, presidida pelo arcebispo do Rio de Janeiro, Cardeal Orani João Tempesta, e seus bispos auxiliares.

Dom Rafael Llano Cifuentes

Dom Rafael Llano Cifuentes nasceu na cidade do México, a 18 de fevereiro de 1933. Licenciado em Direito Civil pela Universidade de Salamanca, em 1955. Doutorado em Direito pela Universidade de Salamanca, em 1956, com a tese “El caudillismo em Latino-américa”. Recebeu a ordenação sacerdotal, na Prelazia do Opus Dei, no dia 20 de dezembro de 1959. Nomeado Bispo Titular de Mades e Auxiliar do Rio de Janeiro a 4 de abril de 1990, ordenado Bispo em 29 de junho de 1990. Adotou como lema: “Omminia traham ad meipsum”. Criador, na Coordenação da Pastoral da Juventude, dos denominados “Encontros Jovem-Rio” que acontecia a cada dois anos em união com o Papa nas Jornadas Mundiais da Juventude. Fundou o Curso de Liderança para Coordenadores que atuam ou que querem atuar nessa Pastoral. Nomeado Bispo da Diocese de Nova Friburgo pelo Santo Padre Papa João Paulo II em maio de 2004, tendo tomado posse no dia 20 de junho de 2004. Nomeado Bispo responsável pela Delegação Oficial do Brasil para VI Encontro Mundial do Papa com as Famílias em Maio de 2008. Eleito Membro da Academia Brasileira de Filosofia no dia 04 de setembro de 2008 para a 16ª cadeira antes ocupada por Dom Estevão Tavares Bittencourt. Empossado em 18 de março de 2009. No dia 20 de janeiro de 2010 teve a sua renúncia, como bispo diocesano de Nova Friburgo, aceita pelo Papa Bento XVI, por limite de idade, passando a ser bispo emérito da mesma diocese. Em 2007 foi eleito presidente do Regional Leste1 da CNBB, cargo que ocupou até maio de 2011.


Revista Digital

<div id="opt_1"></div>