Secretário do Dicastério para a Família se alegra com temas do XV Congresso

E-mail Imprimir PDF

Padre-Alexandre-AwiO Congresso Nacional da Pastoral Familiar recebeu nesta sexta-feira, dia 8, uma carta do secretário do Dicastério para o Leigos, a Família e a Vida do Vaticano, o padre brasileiro Alexandre Awi Mello. O presbítero iniciou há uma semana as atividades no organismo da Santa Sé criado em agosto do ano passado e manifestou alegria pelas temáticas em pauta no evento que acontece em Cuiabá (MT), até amanhã, dia 10. “Temas como os idosos, a adoção, a dimensão missionária da família, e a parceria entre a Pastoral Familiar e os Tribunais Eclesiásticos são de grande interesse também deste dicastério”, afirmou.

Leia a carta na íntegra:

Cidade do Vaticano, 8 de setembro de 2017
Natividade de Nossa Senhora

Queridos participantes do XV Congresso Nacional de Pastoral Familiar: Como brasileiro e consciente do difícil momento que vive nosso país, recebi com alegria a notícia da realização deste importante congresso com o lema: “Família, uma luz para a vida em sociedade”. Há apenas uma semana iniciei meu trabalho como Secretário do novo dicastério criado pelo Papa Francisco para os temas relacionados com os Leigos, a Família e a Vida. Conto, desde já, com suas orações para o dicastério e também para este compatriota ainda “perdido” em terras romanas e vaticanas.

A família é hoje, sem dúvida, uma luz para a vida em sociedade e um dos campos privilegiados e urgentes da missão da Igreja no momento atual. Amoris Laetitia nos oferece algumas pistas para a nossa ação. Indica como prioritária uma pastoral pré-matrimonial e matrimonial do vínculo, onde se entreguem elementos para ajudar tanto a amadurecer o amor como a superar os momentos de crise (cf. AL 211). O Papa recorda que não se deve renunciar a propor o ideal pleno do matrimônio, fazendo um esforço por consolidar os casais e prevenir as rupturas (cf. AL 307), mas atender também com misericórdia aquelas situações nas quais esse ideal não pôde (ou não pode mais) ser realizado plenamente.

Por isso me alegro que o congresso trate temas de pastoral pré-matrimonial, pós-matrimonial e contemple casos especiais. Temas como os idosos, a adoção, a dimensão missionária da família, e a parceria entre a Pastoral Familiar e os Tribunais Eclesiásticos são de grande interesse também deste dicastério.

Sabemos que o Papa nos convida a realizar uma pastoral familiar atenta a acompanhar as pessoas e as famílias concretas e nos recorda que este acompanhamento não significa impor obrigações de modo autoritário, mas educar à liberdade responsável: “Estamos chamados a formar as consciências, mas não a pretender substitui-las.” (cf. AL 37).

Sei que, com bonitos frutos, este esforço tem sido feito pela Pastoral Familiar da Igreja no Brasil. Desejo de coração que continuem firmes e não desanimem ao propor a beleza do projeto de Deus para a família nem ao enfrentar com coragem os seus grandes desafios.

Aproveito a ocasião para fazer um convite entusiasta a que participem do XI Encontro Mundial das Famílias a realizar-se em Dublin, Irlanda, de 22 a 26 de agosto de 2018 (informações no site: http://www.laityfamilylife.va/content/laityfamilylife/pt/sezione-famiglia/incontro-mondiale-delle-famiglie.html). Sou consciente do grande esforço econômico que isso pode significar, mas confio em Deus que, contando com o apoio das suas comunidades eclesiais, seja possível enviar uma significativa delegação do nosso querido Brasil.

Digo isso também com o olhar de quem tem agora a oportunidade de conhecer um pouco mais a realidade da Pastoral Familiar em âmbito universal. Neste sentido, fico feliz de comprovar a longa caminhada da Pastoral Familiar no Brasil e constato que vocês têm muito a ensinar a outras Igrejas Particulares. Um exemplo, entre tantos, pode ser o trabalho realizado pelo INAPAF a serviço da Pastoral Familiar. Também temos muito a aprender, mas podemos estar sadiamente orgulhosos do caminho feito até agora e podemos partilhá-lo com alegria.

Por intercessão de Nossa Senhora Aparecida, imploro as bênçãos de Deus para este grande momento de formação e de comunhão eclesial da Igreja no Brasil.

Pe. Alexandre Awi Mello, ISch Secretário

Foto: Instagram.com/laityfamilylife

Revista Digital

<div id="opt_1"></div>