Semana Nacional da Família foi rico momento de evangelização

E-mail Imprimir PDF

A Igreja no Brasil vivenciou mais uma vez a Semana Nacional da Família. O casal coordenador nacional da Pastoral Familiar, Luiz e Khátia Stolf fez um relato de todo o processo de preparação e de realização das atividades em todos os cantos do Brasil.

WhatsApp_Image_2017-08-21_at_10.08.14“Família, uma luz para a vida em sociedade”. Animados por este tema, a Pastoral Familiar, movimentos e serviços fizeram acontecer a Semana Nacional da Família de Norte a Sul do Brasil.

Com alegria recebemos fotos, vídeos, matérias de vários regionais, divulgando os trabalhos feitos. Nosso Brasil é de uma riqueza muito grande. Os agentes de pastorais desde sábado (12) assumiram com amor este serviço de ser uma Igreja em saída, missionária como o Papa Francisco nos pede na exortação Amoris Laetitia.

Os diversos regionais abriram a Semana da Família com celebrações, missas, caminhadas, carreatas e palestras em diversas comunidades. Durante a programação da semana, diversos regionais trabalharam com palestras nas escolas, tarde com idosos e atividades com as catequeses de iniciação à vida cristã. Queremos destacar que também alguns regionais se empenharam na evangelização nas casas, fazendo encontros com as famílias, principalmente nas periferias.

Devemos levar esta luz que é Jesus a todas as pessoas, principalmente aquelas que se encontram mais excluídas em nossa sociedade. Vimos os testemunhos e a alegria de quem se colocou a serviço indo ao encontro das famílias e também a alegria das famílias que receberam este anúncio de viver o amor em família e em comunidade. Aconteceu também a 3ª Romaria das Famílias, em Santa Cruz dos Milagres, no Piauí, com a presença do secretário executivo da Comissão Nacional da Pastoral Familiar, padre Jorge Alves Filho.

Todas as dioceses dos regionais trabalharam de forma dinamizada, com muita eficiência, amor e doação. Todas com um único objetivo de levar as famílias a refletirem sobre a sua importância para a igreja e para o mundo, para a sociedade: Família evangelizando famílias.

Desafiamos alguns regionais a usarem as mídias, gravando pequenas mensagens, ou testemunhos de sua família para serem usadas no Facebook e no Whattsapp divulgando a Semana da Família. Foi de uma riqueza muito grande. Tivemos também programas nas rádios e TVs católicas.

Nos trabalhos feitos por cada regional, dioceses, paróquias e comunidades, além das reflexões apresentadas e trabalhadas, também tivemos alguns compromissos sugeridos aos agentes e famílias que participaram. Não basta só refletirmos, mas temos que ser agentes de transformação na sociedade atual. A família é chamada a ser discípula e missionária vivendo sua fé na comunidade, se alimentando da palavra, dos sacramentos e da vida comunitária.

Famílias Cristãs que se evangelizam na fé e no amor cristão para estar e agir no mundo, transformando a realidade. Deste modo, como cristão leigos e leigas no mundo, assumimos o compromisso sociopolítico transformador, de ser sal e luz.

A Igreja é uma grande família de famílias., as quais são chamadas a não ficarem fechada em si mesmas, mas abrir-se, sendo luz para a vida em sociedade através do serviço aos irmãos, independente da religião.

O cristão leigo expressa o seu ser Igreja e o seu ser cidadão na comunidade eclesial e na família, nas opções éticas e morais, no testemunho de vida profissional e social. Motivamos as famílias para que sejam anunciadoras de Jesus Cristo, em cada lugar e situação onde se encontram, participando de grupos bíblicos de reflexão, na política, nos conselhos de direitos, nas associações de famílias e de moradores, visando a melhoria de políticas públicas em favor das famílias, das crianças, dos jovens, das mulheres e idosos.

A Igreja católica responde por 70% dos serviços sociais que são feitos no país, através de organizações não-governamentais, entidades que se dedicam a serviço dos irmãos, congregações que atendem crianças carentes, idosos e doentes, leigos que se dedicam no cuidado e atendimento aos que estão à margem da sociedade.

A Família é o remédio, é a escola humanidade que o mundo precisa. É ela que nos ensina a ser pessoas, a acolher e proteger a vida, perdoar e refazer caminhos. A Família é chamada com seu exemplo e com seu testemunho a iluminar aqueles que procuram a verdade, sendo assim luz para a vida em Sociedade.

Revista Digital

<div id="opt_1"></div>

Semana Nacional da Vida - 2017

Banner