Famílias pedem em Aparecida um país que defenda a vida

E-mail Imprimir PDF

Milhares de famílias brasileiras estiveram reunidas na manhã do último domingo, 26, em Aparecida (SP), para a 11ª Peregrinação promovida pela Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e Família da CNBB e a Comissão Nacional da Pastoral Familiar. Caravanas vindas de todos os estados manifestavam por meio de cartazes, faixas e com sua emoção, o desejo por um país que defenda a vida humana. 

foto_missa_dom_orlando

Os peregrinos puderam participar de duas celebrações. A primeira às 7h30, foi presidida pelo arcebispo de Aparecida, Dom Orlando Brandes que já foi presidente da comissão em anos anteriores. Com a experiência de quem já caminhou muito com a Pastoral Familiar, Dom Orlando estava a vontade para deixar uma mensagem de comprometimento para as famílias.

Dom Orlando disse que a família tem que manter as portas abertas para a vida. "Portas abertas na família significa sair para evangelizar. Portas abertas para visitar os vizinhos e fazer da nossa rua uma Igreja e uma família", frisou. O arcebispo reforçou também o compromisso dos esposos e dos filhos. "Uma família unida se torna uma esperança de vida". 

Por fim, Dom Orlando lembrou que a família é onde recebemos o primeiro amor e pediu que todos os fiéis e peregrinos colocassem a família em primeiro lugar. O momento foi seguido de uma intensa salva de palmas. "Não devemos ter medo de nenhum tipo de crítica quando a nossa família for chamada de tradicional, porque temos sim uma visão sadia sobre a família", e completou: "porque não sofrer até o sangue pela família, pela vida, pela indissolubidade do matrimônio, pela beleza e riqueza da família", finalizou. 

Participaram desta celebração, bispos assessores de regionais da Pastoral Familiar, como Dom Armando, Dom Donizetti, Dom Bruno, Dom Moacir, Dom Emílio, e o assessor nacional, padre Jorge Filho.

Dom Ricardo Hoepers durante celebração da terceira missa do 11ª Peregrinação Nacional das Famílias

Na missa das 10h, foi a vez do novo presidente da Comissão Vida e Família, Dom Ricardo Hoepers dirigir uma palavra de incentivo aos romeiros e especialmente, a todas as lideranças presentes. 

"Como vai a sua família? Você está cuidando da sua família? Você está se preocupando com as coisas que estão entrando dentro da sua casa através das redes sociais, da televisão e outras influências negativas, que entram nas nossas casas e trazem valores que não são cristãos?", assinalou.

Dom Ricardo enfatizou que a família precisa confiar em Deus. "É Deus quem tem que iluminar a nossa vida, porque se não deixarmos nós vamos achar que o dinheiro é o mais importante, que os bens materiais são mais importantes... e, quando entram esses outros valores na família, a vida fica desprezada!", pontuou. 

famillia_missa

Entre as diversas romarias presentes na missa, a de uma paróquia da Diocese de Umuarama trouxe 50 pessoas. Do grupo, o senhor Sergio Baraldi contou que essa foi a primeira vez que participou das atividades e sentiu uma grande emoção pela reflexão do tema deste ano. Seu Sérgio representa bem o desejo de compromisso que tanto convocou o Simpósio e a Peregrinação de 2019 a todos os agentes e famílias. "Fiquei maravilhado com o tema da defesa da vida e vou tentar levar isso pra minha comunidade. É lá em casa que começa", disse. 

A Comissão Nacional da Pastoral Familiar inicia desde já os preparativos para o 10º Simpósio e 12ª Peregrinação Nacional das Famílias que acontecerá nos dias 23 e 24 de maio de 2020.

Revista Digital

<div id="opt_1"></div>

Banner